Corrente artística que surgiu no fim do século XIX e início do século XX, relacionando-se principalmente à Revolução Industrial na Europa com a utilização de novos materiais como o ferro e o vidro, e com tendências como do Movimento das Artes e Ofícios (Arts and Crafts), da arte oriental, das artes decorativas e das iluminuras medievais, artes estas aplicadas principalmente à arquitetura, decoração, acessórios, design, artes gráficas entre outras.

A origem do termo Art Nouveau vem da galeria parisiense “Mason de l’Art Nouveau” inaugurada em 1895 pelo colecionador e comerciante de artes Siegfried Bing, onde eram comercializadas mobílias totalmente voltadas para a nova corrente estética. Possui diferentes nomes de acordo com os países por onde passou como: stille nouille (França); modern style (Inglaterra); jugendstil (Alemanha); style liberty (Itália).

Com a utilização de materiais industrializáveis, a produção em série é conhecida por ter acabamentos menos sofisticados. Mas com a ruptura das tradições das artes e da arquitetura, a Art Nouveau, que caracteriza-se principalmente por ter um “estilo novo”, que deixa de lado preocupações ideológicas e tradições estéticas agregando a originalidade da forma, faz com que suas peças e obras sofisticadas estejam ao alcance de todos, já que há o estreitamento entre a arte e a indústria, acompanhando o ritmo acelerado da vida moderna inserida nas mudanças sociais.

A Art Nouveau se caracteriza muito pelas linhas assimétricas e contornos sinuosos que tem como inspiração as formas orgânicas da natureza. O movimento da linha assume o primeiro plano dos trabalhos, ditando o contorno das formas e o sentido da construção transmitindo delicadeza, sofisticação e elegância.

Uma das maiores influências é a arte japonesa com seus motivos retirados da natureza e seus motivos florais. Como exemplo temos a retratação do nenúfar, ninféias e crisântemos. Traços delicados como de gestos femininos são vistos com frequencia e outros temas como religiosos praticamente não existem mais.

Anúncios